15 de jul de 2011

[flip] Joe Sacco, uma agradável surpresa

Estava a caminho de Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo, onde fiquei hospedada para ir à Flip, quando eu e meus amigos conversávamos sobre o que conseguiríamos ou não assistir e fazer na Festa. Como até poucos dias antes do evento nem sabíamos que iríamos, nada foi programado (o que, cá entre nós, tornou tudo com gostinho mais especial, rs!). Foi quando, xeretando no aplicativo do iPhone, vi que JOE SACCO estaria presente justo no mesmo dia que nós. Um dos meus amigos, filho de chargista e grande fã de quadrinhos, ficou animadíssimo com a notícia e foi tão contagiante, que despertou minha vontade de saber um pouco mais sobre esse quadrinista até então (quase) desconhecido para mim. Só pra vcs entenderem o começo da minha animação, ele criou um gênero chamado "Jornalismo em quadrinhos". Genial, né?

Photo by Sergio Bergocce

Pela manhã do sábado, assistimos a palestra de Joe Sacco do lado de fora da Tenda do Telão, onde pudemos ouvir perfeitamente tudo o que esse jornalista dos quadrinhos disse. Como disse o Publishnews, não foi só seu traço cheio de detalhes e realismo que surpreendeu a plateia, atenta também à sua visão humana das guerras, onde as pessoas são mais importantes do que os fins, e aos relatos delas. Joe Sacco impressionou pela capacidade de perceber o ser humano e, principalmente, de se importar com a vida das pessoas, como ele mesmo afirmou. 



Joe Sacco autografando e conversando com Sergio, o fã.
Joe contou que, para realizar seu trabalho, vai até os lugares e conversa com as pessoas de lá para entender o passado e fazer uma ponte com o presente. Segundo ele, essa é uma das vantagens das histórias em quadrinhos. “Você pode apresentar ao leitor a passagem do tempo ao mesmo tempo. Uma fotografia, por exemplo, não conta toda a história de um lugar.” - Gente, não é MUITO amor essa dedicação toda??
Descobrir um jornalista que narra as guerras por histórias em quadrinhos me acrescentou muito! Era alguém que eu não conhecia e foi amor à primeira vista! Não só pelo trabalho incrível dele, mas por ele em si: atencioso, comunicativo, prestativo, educado e paciente. Fez duas palestras, autografou livros e mais livros e, ainda assim, não perdeu a pose, nem por um minuto! 

Deixo aqui o meu muito obrigada à Companhia das Letras por ter improvisado outra sessão de autógrafos, já que a primeira claramente não foi sucificiete (um beijo pra Diana Passy, que me alertou do tamanho da fila e não me deixou perder tempo à tôa!).
Foi então, quase indo embora da Paraty, que conseguimos o tão desejado autógrafo de JOE SACCO!

Foi mesmo para ir embora radiante, né?!
Ah! Cliquem AQUI para verem mais fotos!


Sergio Bergocce, com seu "PALESTINA" autografado por Joe Sacco

P.S: Pra quem quiser conhecer um pouquinho mais sobre o trabalho de Joe Sacco, recomendo a leitura do post d´O ESPANADOR, da queridíssima @julhama, que não é só uma devoradora nata de livros, como uma alucinada por quadrinhos.

P.S²: Acessem AQUI e baixem "Uma história de Saravejo" gratuitamente, para vocês sentirem o gostinho da qualidade do trabalho dele!

Um comentário :

  1. Tali,
    Joe Sacco é realmente incrível. Me impressionou a clareza com que ele explica seu trabalho, que, vamos combinar, não trata de assuntos fáceis.
    Obrigada pela menção ao meu post... e amanhã vou fazer minha retrospectiva de sábado e domingo na Flip e, claro, que falarei da palestra dele.

    bjsss

    ResponderExcluir