2 de abr de 2012

[Dica de outras boas leituras] Companhia das Letras lança quatro novos selos

No meio da minha viagem de férias, recebi a notícia de que a Companhia das Letras estava criando mais 4 selos editoriais.  Fiquei surpresa, mas contente.

Acho importante as editoras saírem da zona de conforto para se adequarem ao mercado e, acima de tudo, ao gosto e necessidades do leitor.

A Companhia das Letras não quis ficar para trás e, com isso, publicou no em seu blog, no dia 16/03, um post de autoria de Luiz Schwarcz, explicando os novos selos.

Segue o post, na íntegra, abaixo para vocês conferirem e se deliciarem com as novidades!

--


Companhia das Letras lança quatro novos selos

uma das propostas da Companhia das Letras, quando da sua criação, foi a de tentar falar com um público mais amplo do que aquele que supostamente lia obras de literatura ou ensaio, tidos na época como de interesse restrito. A ideia deu certo porque sempre optamos por livros bem escritos, porque pensamos na literatura como fator de atração de leitores e difusão da cultura.
Bem, a Companhia das Letras evoluiu muito desde 1986, e o país também. Hoje existem mais leitores no Brasil do que há 25 anos; por outro lado, publicando quase trezentos livros por ano, ficou impossível crescer mais fazendo o mesmo. Por isso, neste momento, anunciamos a criação de quatro selos novos, que atuarão paralelamente ao catálogo da Companhia das Letras como se fossem novas editoras.
Assim, nossa empresa começa a se reestruturar como um grupo editorial em que cada selo compõe uma unidade independente, e as atribuições internas serão mais descentralizadas. Os editores dos diferentes selos se ocuparão de uma gama mais ampla de atividades, começando pela contratação do livro, e seguindo até o acompanhamento da sua promoção e venda.
As boas-vindas de hoje são, então, para a Editora Paralela, voltada para a publicação de livros de entretenimento destinados ao grande público; à Editora Seguinte, o novo selo jovem da Companhia das Letras; à Portfolio Penguin, que atuará na área de negócios, política e economia; e à Boa Companhia, série que reunirá, em antologias temáticas, grandes nomes da literatura nacional e estrangeira.
Alguns dos autores e títulos antes programados para a Companhia das Letras migrarão para os novos selos, como, por exemplo, a obra de Patricia Cornwell, uma das escritoras mais bem-sucedidas comercialmente no mundo, e que agora receberá um tratamento editorial diferente na editora Paralela.
Esperamos levar nossa companhia aos vários caminhos percorridos pelos leitores, ampliando nossa proposta editorial, que continua a mesma no ideal de fazer bons livros — em todos os sentidos —, mas agora também para novos públicos. É o que espero, e anuncio com orgulho e alegria.
Luiz

* * * * *

Veja alguns dos lançamentos programados para os novos selos:
Editora Paralela: a partir de abril/2012 (www.editoraparalela.com.br)
  • Scarpetta, de Patricia Cornwell
  • 12 passos para uma vida de compaixão, de Karen Armstrong
  • A idade dos milagres, de Karen Thompson-Walker
  • O livro de Julieta, de Cristina Sáhcez Andrade
  • Sua vida em movimento, de Márcio Atalla
Editora Boa Companhia: a partir de setembro/2012
  • Verso livre (coletânea de poemas brasileiros)
  • O casamento da lua e outros contos de amor
  • No restaurante submarino e outros contos fantásticos
  • A linguagem dos animais e outras histórias de bichos
Editora Seguinte: a partir de setembro/2012
  • É o primeiro dia de escola… Sempre!, de R.L. Stine
  • The Selection, de Kiera Cass
  • Bloodlines, de Richelle Mead
  • All the Wrong Questions, de Lemony Snicket
Editora Portfolio Penguin: a partir de março/2013
  • A vida é uma cordilheira, de Ping Fu
  • Todos os negócios são locais, de John A. Quelch e Katherine E. Jocz
  • The Challenger Sale, de Matthew Dixon e Brent Adamson

Nenhum comentário :

Postar um comentário