15 de nov de 2009

HQ: Uma alternativa ao estímulo da (boa) leitura desde cedo

Esses dias li no PublishNews uma nota que me chamou atenção: "Histórias em Quadrinho estimulam a leitura". Não pude deixar de refletir sobre o assunto. Basicamente, falou-se mais do mesmo - que eu mesma já cansei de repetir -, ou seja, da importância de estimular a criançada a ler sempre. É comprovado que a leitura é um hábito e, assim como escovar os dentes após as refeições, ou lavar as mãos antes delas, os pais têm o dever de ensinar seus filhos que ler é uma atividade prazerosa, interessante, agradável e divertida.

As HQ podem ser uma porta de entrada das crianças no mundo da literatura. A nota afirmou que "este movimento tende a ser potencializado se os livrinhos trouxerem clássicos como Dom Quixote, de Miguel de Cervantes, e contos variados de Machado de Assis, por exemplo, que têm peso cultural inestimável, mas muitas vezes passam as margens da compreensão dos pequenos." E os conservadores de plantão que me perodem, mas estou 100% de acordo! É claro que estas obras estão sujeitas às devidas adaptações para as linguagens adequadas ao público, mas ainda assim serão clássicos da literatura mundial sendo lidos por crianças! E creio que essa é uma excelente alternativa para tirar a fama de "livros difíceis" que determinadas obras carregam, muito injustamente, na maioria das vezes. Uma vez que a criança já teve contato durante a infância com os Contos Machadianos, por exemplo, ficará muito mais fácil de compreender a sutileza da ironia deste mestre da literatura brasileira.

O mundo está se reciclando e não tem como o mercado editorial querer ficar para trás. Se queremos continuar existindo, temos que correr para encantar novos leitores em potencial. E para isso temos de nos desapegar de algumas manias e clichês sem fundamentos. Porque seguindo essa linha de raciocínio conservadora, daqui a pouco vamos ler apenas os manuscritos originais do século XIX. E sem direito a cópias, hein?

Nenhum comentário :

Postar um comentário