23 de set de 2010

Nem só de livros é feita uma boa biblioteca!

De todos os lugares que visitei em Vancouver, B.C - Canadá, a biblioteca foi, com certeza, um dos que mais me marcou. E não só porque sou uma eterna apaixonada por livros. Já visitei muitas livrarias e bibliotecas por aí, mas poucas me chamaram a atenção como a Vancouver Public Library.
Localizada no centro da cidade (e vale ressaltar aqui que a imagem do centro de São Paulo não vale como referência ao Vancouver Downtown, que se assemelha muito mais a New York City, ali na região Broadway x Times Square); a Vancouver Public Library consegue ser vista de longe!

Vancouver Public Library, vista de fora, do outro lado da rua.

Entrada da VPL
Numa construção monumental e belíssima, não há quem passe por ali e não note aquele prédio de esquina. Dava para ficar admirando só de fora e acreditem: já valeria a pena a visita! Mas é claro que não fiquei só nisso e entrei naquele universo literário.
A primeira coisa que notei é que a Vancouver Public Library é recheada de jovens estudantes. Sentados nos cafés ao redor, ou nas mesas do lado de dentro e nos computadores, em grupos ou sozinhos... Era galera para todos os lados, estudando e lendo concentrados. 
Mas não só de jovens é feita uma boblioteca. E, por isso, posso garantir que era gente de todas as idades e sexos, para todos os lados, em todas as sessões, lendo, resenhando, pesquisando, passando o tempo...


Numa breve entrevista com na Central de Informações, onde fui perguntar se poderia fotografar para o blog, uma simpática senhora me disse que sim, pois o acesso à biblioteca é livra para TODA e QUALQUER pessoa, não precisando ser cidadão e nem residente em Vancouver. Porém, é preciso provar residência para alugar livros, que podem ser retirados a cada 10 exemplares por vez, durante três semanas renováveis. 
E em caso de pessoas que vão morar por um período determinado na cidade, há a possibilidade de fazer uma carteirinha temporária, pelo custo de U$ 28,00 canadenses, com validade de seis meses; o que me parece bastante inteligente para uma cidade que recebe milhares de estudantes anualmente. Porém, qualquer pessoa que tiver interesse em entrar ali e ficar lendo durante o dia, ou fazendo pesquisas nos livros e computadores disponíveis (que são vários). 

O prédio tem diversos andares, divididos de acordo com os gêneros literários, e a sessão de Shakespeare é de se impressionar! Assim como a de dicionários. Outro ponto forte bacana: o serviço de sel.f checkout ou seja, um serviço de autoatendimento para finalizar suas locações: nada de filas para levar os livros ou enciclopédias que desejam: se já for cadastrado, é só passar nos computadores na saída e fazer o próprio registro dos empréstimos. Rápido, simples, fácil e o melhor: eficiente!


Outra facilidade inovadora: pode-se alugar CDs e DVDs - de filmes e seriados - nesta mesma biblioteca! o tempo de locação é menor, mas mesmo assim, vale MUITO a pena, dado que não se paga nada para alugar de uma biblioteca pública, não é mesmo?



Foi encantador ver a diversidade de livros em outras líguas. Aliás, nada mais justo, para uma cidade que vive recheada de intercambistas e turistas, não é mesmo? Achei muito respeitoso da parte deles esse cuidado e atenção com o público estrangeiro.



O que vale a todos ficarem atentos, são as altíssimas multas para quem não cumpre os prazos de devolução. Fica mais caro do que comprar os livros, o que eu acho certíssimo, afinal, o que é público deve ser de todos, não é mesmo? E, além do mais, é uma maneira de garantir que a população vai manter as regras e devolver tudo. Outra multa cara é para a devolução de objetos danificados ou quebrados: UAU! Melhor mesmo tomar cuidado!! rs! mais uma vez, ensinando uma ótima lição de cidadania: que tal aprender a conservar aquilo que é de todos?
 

 Lá há mesas, cadeiras, poltronas, sofás...  A frente de vidro transparente ajuda, além de melhorar a iluminação natural, amplia a visão para o exetrior, o que melhora a sensação de clausura, tornando o ambiente de estudo e foco muito mais agradável! O lema é simples: entrem e sintam-se em casa! Eu passei horas ali, mas é fácil passar um ou mais dias; o que é ótimo para quem precisa mesmo ir lá atrás de estudos e concentração.


É um silêncio que não cansa. É uma tranquilidade que não enjoa. É uma monotonia que não dá sono. É uma paz que inspira.

Já dentro do espaço da VPL, no corredor entre a biblioteca e os cafés



OBS.: Para quem quiser ver mais fotos, basta visitar o ÁLBUM.


7 comentários :

  1. Nossa adorei...
    Quem sabe um dia possa visitar...

    ResponderExcluir
  2. Passa vontade na gente Talys! Maravilhosa!

    ResponderExcluir
  3. Poxaaa, Ta! O pc do trabalho travou e não consegui ser a primeira a comentar, mas fiquei MUIIIITOOOO feliz com o post! ADOREI! ;D

    É um sonho *__________________*
    Um dia quero visitar (yn)

    Beijocas e mostre mais da sua viagem!
    Juh Oliveto
    Livros & Bolinhos ~

    ResponderExcluir
  4. Nossa que incrível!!
    Sonho com o dia em que terei a chance de entrar numa biblioteca assim.. um verdadeiro sonho.. *--*
    Ótimo post, Talita! Adorei as fotos também.

    Bjusss
    Michelle Santana
    ViciadosPelaLeitura

    ResponderExcluir
  5. legal, vamos fazer a nossa aqui em Sampa

    ResponderExcluir
  6. Sim!! a biblioteca Mario de Andrade está recém-reformada e é adorável!! Pesquisei mto lá já e recomendo a todos que tb o façam!!

    ResponderExcluir