30 de jan de 2012

Feliz Dia do Quadrinho Nacional


Feliz Dia do Quadrinho Nacional! 



Eu não sei vocês, mas antes de ser alucinada por livros, eu já devorava quadrinhos. Turma da Mônica era parte constante da vida de todos aqui de casa: trocávamos os gibis, líamos em voz alta, ríamos todos juntos. 

Claro que, conforme fui crescendo, aprendi a ler quadrinhos de todas as nacionalidades (falarei disso num outro post), mas hoje, 30 de janeiro, é o dia é do quadrinho nacional! 

E também sei que as HQs brasileiras são muito mais do que Turma da Mônica. Mas essa é a primeira lembrança que tenho quando penso nelas, rs! 

E vocês sabem como as Histórias em Quadrinho começaram no Brasil??

As histórias em quadrinhos começaram no Brasil no século XIX, inspirada no sarcasmo, o que é muito conhecido como cartuns, charges ou caricaturas e que depois se estabeleceria com as populares tirinhas dos jornais, que são, atualmente, a maior característica nacional dos quadrinhos. Isso porque, apesar de a tira também não ser uma criação brasileira, nos anos da Ditadura Militar, a tira ganhou conotação de crítica política importantíssima. 

Foi apenas no início do século XX que as publicações de revistas próprias de histórias em quadrinhos começaram. Mas, apesar do país contar com grandes artistas durante a história, a influência estrangeira sempre foi muito grande nessa área, com o mercado editoral dominado pelas publicações de quadrinhos americanos, europeus e japoneses (mangás). 

O Brasil é cheio de nomes importantes nos quadrinhos: Henfil, Ziraldo, Maurício de Souza, Angeli, Glauco, Laerte, Lourenço Mutarelli... E muitos outros! 

Eu acredito que, na infância, os quadrinhos têm a função de entreter a criança. Mas quanto mais crescemos, mais percebemos a importância de crítica social, econômica e política, além das críticas ao próprio comportamento humano; que estão embutidas na sutileza de traços tão marcantes, e de personagens inesquecíveis.

Fonte: Wikipedia

Nenhum comentário :

Postar um comentário