10 de abr de 2012

Blogs literários e editoras: a parceria que virou guerra





Quando comecei a trabalhar com mídias sociais e divulgação no mercado editorial, fiquei encantada com essa história (que na época estava só começando) de parcerias entre blogs literários e editoras.
Para mim, era muito claro que era um ótimo negócio para ambas as partes e, como sempre digo, uma via de mão dupla.

Como em todas as relações, as parcerias exigiam obrigações e benefícios de ambas as partes. Era uma troca de favores em que todos saiam satisfeitos com os resultados.

E eu não estou cometendo um grande erro gramatical ao escrever tudo no passado. Simplesmente essa relação a que me refiro acima vive hoje no campo da nostalgia, quase como se fosse uma saudade longínqua. Porque atualmente, apenas poucos anos depois que isso começou, a situação é completamente diferente.

Primeiro porque a quantidade de blogs literários aumentou de maneira assustadora. E é quando surge a primeira questão: quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha? Ou seja: surgiram mais blogs porque as editoras estão dando livros de graça, ou as editoras estão investindo mais em parcerias porque surgiram mais blogs?

Pré-julgamentos à parte, mas fica bem clara essa resposta se tomarmos como princípio a qualidade – cada vez pior – dos blogs literários, com textos rasos e argumentos fracos, quando não plágios descarados dos blogs que se levam a sério.

E aí temos a primeira falha das editoras: quedê qualidade editorial? Os blogs são veículos de comunicação informais e têm total liberdade para adequar-se à linguagem de internet, mas vou insistir que, além do erros grotescos de português, não há profundidade na argumentação e, o que a maioria chama de “resenhas literárias”, não passam de uma sinopse com mais detalhes (isso quando não vem só com spoilers).

Com o tempo, os blogs foram ficando exigentes e as editoras se viram numa saia justa: quantas parcerias deveriam aceitar? Se fossem poucas e boas, seriam sempre as mesmas – aquelas mesmas – e seriam acusadas de preferência, panelinhas e afins. Mas abrir para muitas parcerias seria um outro problema: como administrar todas as resenhas, posts, tuites etc, que envolvam o nome da editora, dos livros e dos autores, de maneira correta?

A resposta é simples: isso não é feito. Porque são poucas as editoras que INVESTEM num departamento de divulgação, com pessoas responsáveis APENAS pelas mídias sociais e parcerias de blogs. Na maioria dos casos, os social media são também assessoria, marketing, telefonistas, secretários e ... bom, podem colocar itens nessa lista. Não estou me lamentando: quem está na chuva é pra se molhar. Mas é inevitável que hajam falhas.

Outro erro comum é não deixar clara as regras ou novas regras de parceria. Se a editora está aceitando uma parceria de um blog, ela DEVE DEIXAR CLARO quais são as obrigações e benefícios de cada uma das partes, numa espécie de contrato. E o blogueiro deve ler com atenção para não reclamar depois.

Do ponto de vista da editora, REGRAS são essenciais para manter a ordem, já que os blogs são muitos. Devem ser claras e não abusivas, afinal, blogueiro NÃO é escravo. 

O que me leva a uma outra questão: blogs literário são PARCEIROS e NÃO PRESTADORES DE SERVIÇOS GRATUITOS.


Convidar um ou alguns blogs para fazer uma leitura prévia de alguma obra, por exemplo, tornou-se um problema. A ação que foi pensada para aproximar o leitor da produção literária, virou um serviço não pago de revisão, preparação, tradução e... bom, da produção editorial completa. PIOR! A editora age como se fosse um favor ao blogueiro. E daí não dá pra respeitar, né gente?

Outro absurdo das editoras é pontuar os blogs por QUANTIDADE de posts, resenhas, tuites, curtir no Facebook e afins. Isso só serve para gerar mais superficialidade e FALTA DE CONTEÚDO.
Se não fosse triste, este cenário seria cômico! Porque não é curioso que divulgadores de LIVROS não estejam interessados em CONTEÚDO? Pois é...

Mas uma pergunta que não sai da minha cabeça é POR QUE, mesmo tão insatisfeitos com o comportamento das editoras, os blogueiros ainda insistem nas parcerias? E, ao mesmo tempo, tudo o que tenho visto são reclamações sobre qualquer atitude das editoras. Então... O que vocês esperam, sinceramente, de uma parceria com a editora? Porque vocês também têm que ter responsabilidades! 

Temos um novo cenário: blogs que se levam a sério e que estão insatisfeitos com essa atual situação estão cancelando as parcerias com as editoras.
Ou seja: aquilo que era, inicialmente, uma via de mão dupla, virou uma batalha de forças sem propósito.

E todo mundo sai perdendo. Principalmente o leitor curioso que se interessa por informações do meio literário e sai m busca de informações. E tudo que ele encontra é... nada!

47 comentários :

  1. Talita, sou sua fã!

    É exatamente esse meio que me levou a desistir do docesmeninas. Virou uma competição de quem resenha mais rápido, quem faz mais promoção ou COMENTE COMENTE COMENTE preciso de MIL COMENTÁRIOS e/ou me SIGA SIGA CURTA RETWEET me espalhe pelo mundo! Sejamos claras, eu amo escrever, mas trabalho, cuido de casa e não tenho tempo de ficar implorando comentário. Eu acho que a pessoa deve seguir porque gosta do blog. Se ela comenta porque tem algo a dizer. Resenha não é descrever minuciosamente a sinopse do livro ou contar tudo. Virou uma força sem necessidade e eu me pergunto se essa massa de blogueiros realmente compram algum livro ou se simplesmente estão nessa para ganhar. É um tal de "panelinha" acusando plágio dali, outra "panelinha" puxando saco da editora daqui, outra falando mal, uma roubando da outra e isso me decepciona. Meu blog tem 18 seguidores, uma menina comenta em tudo, acabei com o docesmeninas porque eu precisava escrever o que queria. E cancelo parceria quando não posso corresponder as expectativas e faço o que eu sempre quis fazer. Tenho a minha liberdade. E isso não agrada a todos, o que sinto uma pena, pois isso não irá mudar minha ideia. Se fazer parte da blogsfera literária é submeter a 'puxasaquismo' ou 'comenta no meu, eu retribuo', prefiro continuar sendo a persona non grata.

    Concordo com tudo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! O blog tem um caráter independente. Por isso é blog. Ou pelo menos, deveria ser. Claro que deve haver respeito com a editora e as obras, mas isso não significa só babaçao de ovo e puxação de saco. Tá errado isso! Tá na hora de parar!

      Excluir
  2. Tu tocou no ponto principal: conteúdo.
    O problema de boa parte dos blogs é isso, o conteúdo não se sustenta, mesmo não sendo "plágio" descarado, é tudo tão igual um ao outro que até parece que veio da mesma fonte (a própria assessoria da editora, quem sabe?). É triste ver gente dando crédito pra isso e aplaudindo como se fosse bom. Melhor meus 5 gatos pingados que entram no blog do que 30 comentários em um post genérico sobre qualquer coisa que foi dado de graça pra mim.
    O negócio, quando mal administrado, toma essas proporções.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Internet vive de conteúdo. E esses blogs literários - em sua maioria - viraram apenas mais do mesmo. E quem lê tudo isso? Não lê. Simples assim. O que só piora a situação... É triste mesmo!

      Excluir
  3. Evelin Nascimento10/04/2012 23:34

    Talita gostei muito do que voce disse e confesso que ontem mesmo estava falando sobre essa loucura que é encontrar Blogs para parceria.
    Passei uma semana fazendo uma pesquisa para uma nova editora que vai lancar sua marca no mercado editorial. Uma editora do Rio de Janeiro e é realmente incrivel a quantidade de blogs que existem, de todos os tipos por sinal.
    Essa insegurança que nos sentimos ( nos editoras) em colocar nosso trabalho nas mãos erradas é um pesadelo,preocupa de verdade.
    Claro que existem Blogs interessantes mas realmente é complicado encontrar algo que fuja daqueles cliches.
    Bom, de qualquer forma gostaria de te parabenizar, sempre estou por aqui acompanhando No Mundo Editorial, gosto muito do seu trabalho. Parabens
    E se voce tiver indicacoes de Blogs interessantes que eu possa visitar e conhecer eu adoraria saber.
    Abraco
    Evelin Nascimento

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Evellin. Espero que o post tenha acalmado seu sentimento de insegurança. É sempre um risco para editora deixar o trabalho na mão de terceiros. Mas não podemos ignorar a existência e a força desses blogs. Muitos deles têm qualidade e vale a pena investir na parceria. Mas com cuidado e muito trabalho. Vamo que vamo! rs!

      Excluir
  4. Oi, Talita!

    Adorei seu blog e também esse seu texto! Foi uma ótima reflexão para quem está entre esses dois meios, o dos "blogueiros" e o editorial!

    Valeu!

    Ulisses

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. opa! Obrigada, Ulisses! Vale refletir mesmo e correr atrás de fazer os blogs serem aliados de qualidade! :)

      Excluir
  5. Mulheres com razão.

    Blogs de literatura são um saco, uma fábrica de resenhas iguais, parece.

    Também sou dono de blog, supostamente de literatura, e o movimento é pífio, faço só pra exorcisar terrores, e é bem repetitivo o conteúdo mesmo entre aqueles que eu ainda curto ler.

    Raros.

    Mas manda-vê, o senso crítica já é sinal de um bom respiro.

    =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AHH BRUNO! acha mesmo um saco? Uma pena! Bom, mas devo concordar q é uma fábrica de resenhas iguais mesmo! Isso não tenho argumentos, rs!
      Vale tentar o diferente, sair da mesmice. Talvez sair do vínculo com a editora e fazer oq bem entender...

      Excluir
  6. Está tudo lamentável........ eu realmente pensava q era algo interessante, pois a parceria (a boa) mal ou bem gera visibilidade também para o blog.. parece ser mais 'reconhecido'.. só que no fundo não é bem isso.... e o que mais irrita é realmente a falta de critérios.

    Acabou que tivemos uma explosão de blogs para tal fim de ganhar livros gratuitos e as editoras alimentando isso o_O e até mesmo tivemos o aparecimento de novas 'editoras' pelo mesmo objetivo... conseguir divulgadores gratuitos......

    É tudo uma palhaçada... e eu só fico na torcida para voltar ao que era antes... pois felizmente muitos desses blogs/editoras não vão conseguir manter isso por muito tempo (espero!).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EXATAMENTE, DANI! LAMENTAVEL! Boa palavra!
      Eu não sei como as editoras deixaram as coisas chegarem a esse ponto! Distribuir livros inconsequentemente não é ação de marketing. Daí me sinto no meio de pão e circo, sabe? Temos q rever isso, de ambos os lados!!

      Excluir
  7. Oi Talita,

    Sou apenas leitora de Blogs Literários e confesso que muitos blogs eu deixo de seguir. Pois é mais propaganda em todos redes sociais do que realmente mostrar, sugerir um novo livro.
    Fora que para ganhar um livro em sorteio é necessário seguir Facebook, twitter, etc... Não basta seguir o Blog, precisa ter milhões de seguidores que muitas vezes nem acompanha o blog.
    E concordo com você quando pergunte aos blogueiros qual o papel deles frente as editoras.

    Ótimo questionamento o seu!!!

    "Só fazem da gente, o que a gente deixa".

    Beijinhos**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vanessa, o ponto é exatamente esse: propaganda! As pessoas não estão pensando as ações de marketing e o uso indiscriminado de mídias sociais está ficando um saco. rs!
      Temos q refletir mto sobre tudo isso!!

      Excluir
  8. Concordo com você, Talita. E concordo com boa parte de tudo que vem sendo dito aí em cima. Dá até desânimo de blogar. Ou você para de dar ouvidos a essa competição louca e escreve porque gosta, ou fecha mesmo o blog. Perdeu a razão de ser há muito tempo e eu sou pessimista. Não acho que vai voltar a ser como antes, não.

    O que acontece é que os dois lados exageram: o blogueiro irresponsável, que só quer brindes, e as editoras que abusam dessa parceria. Bom senso não faria mal, mas é quase como pedir um milagre.

    Agora, quando a essa coisa que comentaram aí em cima, de panelinhas acusando de plágio... não concordo com isso não. Plágio é um problema seríssimo e vem acontecendo com uma frequência absurda. Tem muito pseudo-blogueiro que vai na cara de pau, sim, copia os textos sim e os usa como se fossem seus. Isso tem de ser combatido. Seu blog pode ser simples, com layout padrão, mas que o texto seja SEU, por mais modesto que seja. E tenho pra mim que essa competição enlouquecida é que tem estimulado essas cópias - tá cheio de blog fazendo isso e fechando as tais das parcerias com blogs e editoras.

    Pra mim, esse modelo de parceria já se esgotou. É preciso mudar, porque os blogs estão mesmo cada vez mais vazios de conteúdo inédito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com vc Lilian. Mas o mau caratismo de quem plagia vem sendo legitimado pelas próprias editoras que, em sua maioria, nem leem as resenhas e só se importam com o número de comments, posts, RTs e blablabla.

      Por isso culpo a atitude da editora tb: é de responsabilidade DELA monitorar oq dizem sobre ela, seus livros, seus autores. Parceiro NAO é amigo, a grosso modo e não está ali pra fazer favores. Simples assim.

      Mas uma coisa q vc disse é MUITO certa: esse modelo já se esgotou! Temos q correr atrás do novo!

      Excluir
    2. Que eu saiba esse termo "panelinha do plágio" foi usado numa postagem bem cara de pau de um blog plagiador. Alguns blogs são mais plagiados do que outros, isso é um fato.

      Concordo com a postagem da Talita e com o comentário da Lilian, mas muitos blogueiros não estão mais renovando parcerias, eu sou uma. E estou muito feliz e tranquila. =)

      O ambiente não estava saudável, chegou a um ponto de você não poder discordar de outras resenhas. E não falo de opinião, falo de coisas mais palpáveis e visíveis como livros com sérios erros de edição. Chegaram a comentar comigo que eu estava incomodando a blogosfera literária ao apontar os erros. Uma inversão de papéis. Quero deixar claro que esses comentários vieram de blogueiros e não de editoras.

      bjokas

      Excluir
    3. Jamais - e jamais significa jamais mesmo - deixe de postar qualquer coisa em que você acredite porque alguém disse que vc está incomodando a blogosfera, as editoferas ou qualquer esfera. Isso aqui é INTERNET, minha gente! Quedê liberdade de expressão?
      As editoras não têm cuidado com os livros, com o conteúdo, não fazem um bom trabalho de divulgação e daí vcs, leitores e blogueiros, devem ler livros mal feitos - e caros - e ainda por cima elogiá-los na maior cara de pau? Não!
      Sério... isso me deixa irritada! rs

      Excluir
  9. Concordo com o que você escreveu, criei meu blog para poder falar de um assunto que eu gosto e estar por dentro das novidades literárias que só nos fazem encher os olhos com tantos lançamentos. Sim claro, solicitei parcerias com algumas editores e consegui. Só que nestes últimos meses perdi duas muito importantes pelo simples fato de eu não pedir livros mensalmente para leitura. Respondi aos emails explicando que eu não achava certo solicitar um livro só por pedir, se eu solicitasse tal leitura seria para desfrutar dela e não para divulgação barata. A editora interpretou isso como uma falta de interesse as minhas 'não solicitações'.
    Então o que se pensar disso? Eles preferem blogueiros que só pedem livros por pedir e nem conseguem ter o prazer da leitura ou os blogueiros que vão dar a devida atenção ao trabalho publicado pela editora. Fiquei sinceramente triste com a situação, porque tentei ser honesta com o que eu acho e perdi uma parceria com uma editora que tem livros muito bons.
    Essas mesmas editoras buscam apenas números, quantos comentários tem a suas postagens, quantos seguidores você tem, quantas visualizações tem seu blog. O que isso importa? A resenha tem que alcançar os leitores interessados, os que realmente querem ler os livros, não pessoas que estão navegando na internet por distração sem ter o que fazer correndo atrás de promoções para quem sabe faturar um livro.
    Não sei mais o que esperar da blogosfera

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Taí uma coisa que nunca passou pela minha cabeça: romper parcerias por falta de solicitação de livros.
      Claro que se vc nunca solicitou um exemplar, é um pouco difícil aceitar. Mas acho que deve haver tolerância... 1 exemplar a cada 2 ou 3 meses, talvez mais... que mal tem em fazer uma boa leitura crítica, com calma e paciência?
      Aiaiai!
      Não sei mais oq esperar da blogsofera e nem da editosfera, termo que usei acima! rs

      Excluir
    2. Achei ótima o que li aqui.Criei meu blog e recebi até hoje 1 ou 2 visitas no máximo.Talvez todos pensem, então o blog dela seja uma ... mais eu quero que se um dia eu receba visitas seja de quem realmente goste de ler e escrever como eu e não só para comentar e dizer:Mais que gracinha de blog.E também não é por isso que eu vou ficar triste ou parar de escrever.Não!Eu amo o que eu faço, o que escrevo e confio em meus posts.E também concordo com vcs que pedir parcerias com as editoras só para ganhar livros, está fora de cogitação.Prefiro ler e escrever no que acredito!Se ninguém nunca ler ou visitar meu blog, talvez seja porque para eles seja uma .... mesmo, mais pra mim ele é o mais lindo do mundo.E viva os blogs com conteúdo e longe dos plágios...Parabéns Talita, a leitora,Tonks, Lilian enfim aos que acreditam em seus tacos.Parabéns!Jane **)

      Excluir
  10. Muito inteligente seu texto, Tá! Você tem razão. As editoras acabam criando uma "forçação de barra" em cima dos blogs que, se não tem personalidade, sucumbem ao "quem faz mais rápido".
    Eu não tenho parceiros. Confesso que não negaria uma perceria de uma editora que eu me identifique, mas não posso sucumbir ao desejo de QUANTIDADE da editora NO MEU BLOG, seja de post, seja de views.
    A verdade é que, mais do que nunca, o mercado editorial quer saber se NÚMEROS e, em muitos casos, quanto mais, melhor. Uma prova disso, em outra área desse mercado, é a quantidade de livros impressos por mês (e, claro, quantos deles são QUEIMADOS depois).
    Beijos, gata!
    Raquel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, Raq! Qualidade está sempre em segundo plano no mercado editorial e isso cansa! Eles parecem nunca terem ouvido falar que menos é mais. Eu escrevi um post aqui chamado Mercaod editorial: um grito de alerta (http://nomundoeditorial.blogspot.com.br/2011/12/mercado-editorial-um-grito-de-alerta.html) que fala do exagero de publicações por mês.
      Essa - e outras- bolha vai estourar em breve!
      Daí vão culpar os e-books, a tecnologia, a falta de estrutura do país e blablabla. Mas será que algum deles vai parar e pensar q sua própria ganância está destruindo o mercado?
      O mesmo vale pra análise de blogs. O meu blog por exemplo não tem parcerias por princípios. E tb tem mto menos seguidores q outros blogs por aí. Mas isso aqui tem CONTEUDO. E eu prezo por isso.
      As pessoas vivem do auto-engano. E isso tem que parar!

      Excluir
  11. Acho que os blogueiros de Literatura deveriam procurar indicar livros não óbvios. Isto é de fato surpreender o leitor. Não adianta comentar lançamentos. Todos podem fazer isto. Procure novas editoras, novos talentos. Ou antigos ideais. Como diria Pedro Herz, Um novo livro é um livro que você não leu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho essa uma boa alternativa. Mas tudo isso tem a ver com o target, né? Faixa etária, preferência literária... Eles curtem muito literatura fantástica. E por mim, tudo bem. Mas fica difícil sair do mesmo falando sobre o mesmo assunto. Mas eu apoio vc: sair desse ciclo viçoso de mesmas editoras, mesmos autores, mesmos temas...

      Excluir
  12. Muito interessante o seu texto.
    Infelizmente, essa via de mão dupla, transformou-se em um poço de egoísmo e mesquinharia. As editoras querem se adr bem, mas não querem ajudar também, pelo fato de serem MUITOS!
    O que podemos fazer, é nos valorizarmos mais. E se não quiser desfazer a parceria, deixe bem claro para a Editora quais são os seus propósitos, que está disposto a ajudar, mas sobre as suas condições.
    Porque no final de tudo, eles precisamo muito mais de nós.
    Camila Leite

    @sonhospontinhos
    http://sonhosentrepontinhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo Camila. mas, ao mesmo tempo, entenda o lado das editoras quanto empresa. Pra elas, lucro é lucro. E se tem um monte de gente querendo fazer divulgação de graça, pq recusar? Entende? Por isso que a atitude dos blogueiros é importante....
      E não acho que elas precisam muito mais de vocês do que vcs delas. Isso de parcerias é muito recente e elas já existiam há mtos anos e livros iam pras listas dos mais vendidos e eram perfeitamente bem divulgados sem parcerias.
      Oq tá acontecendo é uma situação cômoda pras editoras. e se os blogs não mudarem de postura a tempo, vai ficar cada vez pior pra vcs, o que acho lamentável.

      Excluir
  13. Oi Talita,
    é uma pena que a parceria entre editoras e blogs esteja azedando. Como você mesmo disse, não sei de quem é a culpa, mas acho que as duas partes são responsáveis. As editoras, pelos critérios falhos que usam para escolher os blogs parceiros e por mimá-los. Os blogs, por ficarem dependentes desses mimos e esquecerem que estão ali para criticar e ler não só o que as editoras enviam. Alguns blogs parecem páginas de divulgação de certas editoras...
    Eu tenho um blog relativamente novo (tem menos de um ano) e até hoje discutimos se queremos ou não fecharmos parcerias com editoras e gravadoras. Por enquanto, o não está ganhando. Nos sentimos mais livres para nos dedicarmos a conteúdo.
    bjs,
    Amanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se me permite uma opinião, hoje em dia não faz mais sentido ter parcerias. Vc pode ir comprando livros aos poucos, participando de promos para ganhar alguns e tudo mais. Não precisa ficar dependendo dessa máfia e se prendendo em opiniões e tudo mais. Vc pode ser melhor do que as editoras permitem. :)

      Excluir
  14. Talita, parabéns!
    Ontem mesmo recebi email de editora falando para eu tirar a classificação do livro, pois a autora não gostou da resenha.
    Fiquei chocada!
    Como assim tirar?
    Se não quer que a obra seja analisada, não faça parceria e nem encaminhe o livro.
    Acho um absurdo isso!
    Sinceramente, a situação é complicada e por isso, todo mundo tem que analisar essa "política de parcerias".
    Sou nova na blogosfera, meu blog agora que completou um ano, porém não vou dizer algo contra o que analisei, para sorrisos de A ou B. Lógico respeito é bom e todo mundo gosta, mas não vou dizer que livro A é lindo e maravilhoso, se o mesmo não é.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nao acredito que chegamos a este ponto!!! Vcs têm q denunciar! falem os nomes, girtem alto! isso tá ficando absurdo!!!! Chocada!

      Excluir
  15. Muito interessante seu texto Talita, realmente as parcerias com editora hoje em dia acabam sendo um tremendo tiro pela culatra como diz minha avó, o que deveria te trazer vantagens acaba sendo uma tremenda fonte de dor de cabeças, com editora te exigindo até as tags que você deve colocar no post! Ou então propondo atitudes que deveriam ser vantajosas para os parceiros, mas passam longe disso! E o problema com as editoras nas redes sociais não fica apenas com os blogs, há editoras propondo sorteios e não entregando os prêmios aos ganhadores! Entrar no meio das redes sociais é algo extremamente vantajoso para a editora, mas isso deve ser feito por alguém especializado nisso e não um funcionário qualquer da empresa. E as editoras nem tem como se dizer contra isso por falta de verbas, porque pelo preço que os livros das grandes editoras são vendidos é um absurdo, mas ainda sim são muito vendidos. Então acho que as editoras tem que investir mais nisso e começar a separar o joio do trigo, tem blog literário para dar e vender na blogosfera atual, nem todos são bons e grandes, mas sim ainda existem blogs pequenos, que são bons e que merecem a devida atenção das editoras.


    Beijos,

    Cantinho de uma garota
    @thalita0liveira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma pena mesmo que as editoras não estejam levando o trabalho de mídias sociais a sério, quando todo o resto do mundo está. Vão ficar atrasadas e o cenário vai ficar bem feio pra elas! Lamentável!!!

      Excluir
  16. Sabe qual o problema, Talita?
    O ego MEGA inflado de alguns blogueiros. Faço o meu trabalho no Minha Vida por um Livro há mais de dois anos e se tem uma elemento que nunca sai das minhas vistas é: SINCERIDADE. Veja bem, inúmeros blogueiros(MUITOS )escrevem resenhas positivas, ou só postam divulgações(alguns quase não modificam o release enviado pela editora) tudo isso para continuar nas graças da tal, e isso alimenta a certeza da editora de que ela pode manipular e usar o blogueiro. Afinal, ela está enviando livros de GRAÇA(¬¬). O blogueiro por si só acha que está por cima da carne seca porque tem uma pseudo parceria. Ou seja, a soberba de alguns está colocando a blogosfera inteira no LIXO.

    Cortei algumas editoras parceiras do blog por que não sentia que meu trabalho era valorizado. E é um trabalho. Uma responsabilidade com os leitores assíduos, que estão sempre comentando (seja no blog ou twitter e facebook).

    Quero continuar fazendo as coisas como sempre fiz. Sendo sincera e extremamente crítica, é uma característica minha que não vai ser comprada ou vendida. Fico feliz de ver que não sou a única desconfortável com o empobrecimento intelectual de pessoas que deveriam ser espertas o suficiente para perceber que estão sendo manipuladas.
    Triste.

    Beijos
    Nina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Nina! Mas a irresponsabilidade do blog é alimentada pela editora. Eh um círculo viçoso. Daí não tem fim. Puxação de saco, blablabla... gente: estamos lidando com criancinhas ou oq, sabe? Não dá pra aceitar.
      A editoras só querem trabalho fácil. e os blogs, estão dando exatamente isso!

      Excluir
  17. Olá Talita, seu texto é inteligente e faz muito blogueiro refletir. Muitas Editoras focam demais em números e esquece que tem um leitor como parceiro, que deseja livros de qualidade para o simples prazer da sua LEITURA e não somente ser um fábrica de números e divulgações.


    Bjos,
    Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Paty! infelizmente não estão fazendo uma análise crítica profissional. Acham q blogs é brincadeira. As editoras não estão se dando conta do poder da Internet, ne...

      Excluir
  18. Sem contar que os livros que as editoras disponibilizam para resenha através destas parcerias me tiram bocejos.
    Acho válido fazer parcerias com livrarias que ao invés de doar livros ruins para resenha e consequentemente divulgá-los, remuneram o parceiro blogueiro com dinheiro a partir dos clicks em banner e possivelmente fechamento de vendas de títulos citados no blog divulgador da obra. Uma mão lava a outra.
    Com o valor ganho, por inferior que seja, compro os livros que quero, não os que me obrigam a ler.

    Sinceramente, escrevo sobre os livros que amo de verdade, os clássicos da literatura mundial, sobre livros que são bons por seu conteúdo, por sua importância e contribuição para o mundo das letras. Passo longe dos YA e best-sellers que essas editoras parceiras disponibilizam. Dispenso essas parcerias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eni!
      Neste ponto, a editora tem uma explicação: afinal, o departamente de marketing tem q trabalhar a divulgação dos lançamentos. se nao, não faz sentido pra eles, entende?

      Mas acho q vc está certa em resenhar aquilo q gosta. Acho q eh pra isso q as pessoas criam blogs, ne? Se nao, perde o sentido...

      Excluir
  19. Amida gostei muito de seu blog!
    Muito informativo e concordo com vc, eu também gostaria de ter editoras como parceiras, mas n consigo de forma alguma, é mesmo uma pena esta postura das editoras com relação aos blogs
    bjus coração
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elyane! Bom, esse post já está um pouco e sinto muito em saber que as coisas ainda não melhoraram! Mas o importante é você fazer o seu trabalho e continuar a vida de blogueira independente!

      Excluir
  20. Ah , com certeza , conteudo é tudo num blog literario . Eu , comecei o meu agora , mais irei expressar minhas opinioes , divertir os leitores e so isso .
    Plagio tambem , e muito feio :(
    Da uma passadinha la ?
    http://apaixxonadaporlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camilla!! Bo sorte com o novo blog!! Foc no conteúdo que não tem erro! :)

      Excluir
  21. Em minha opinião, um blog literário não precisa ser exatamente conhecido, nem com MUITOS leitores, nem com milhoes curtidas no instagram ou até a page oficial. Eu, eu gosto de ler resenhas divertidas pelo simples fatos de SEREM DIVERTIDAS. Por aquela pessoa que teve aquele tempo perdido digitando que nem doido palavras que me fazem rir e isso que é admiravel, admiravel uma opinião sincera sobre um filme, sobre um livro ou sobre qualquer coisa nessa vida. Eu me orgulho pelo estilo de resenha que faço, eu me orgulho pelo blog que tenho. Ta no começo? Sim, está! Mas as minhas resenhas são de minhas humildes e sinceras opiniões. Se eu não gosto de algo, caso eu leia alguma.. Eu critico, mas não como a dona da razão e nem peço pra tirar, entende!? E sim dar aquela OPINIÃO construtiva, e nem critica eu dou pois como a pessoa ao lado erra, eu também erro... Então como o blog 'caçadores de livros' disse, que eles pediram para tirar a classificação pois a autora viu e não gostou... HAHAH, e idai?! Se fosse assim, nenhuma autora teria seus 'haters'. Pelo amor né, estamos em pleno seculo XXl, e ainda OBRIGAM aos blogueiros/blogueiras à escravidão literária.

    Enfim, adorei seu texto e você disse tudo que estava entalado em minha garganta!

    Bjs, Bea.
    http://ahoradocafeliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bea! bacana vc encontrar este texto. Veja pela data que ele é antigo, mas pelo visto, muitas coisas ainda são atuais!
      Mas fico feliz que o post tenha ajudado vc de alguma maneira! :)
      Beijo

      Excluir
  22. Uau, adorei o seu texto e o comentário da Bea. Esses dias eu estava realmente pensando nessa de parcerias entre editoras e blogs.
    Eu fui tentar parceria numa editora, só pra ver como era, e o resultado saiu ontem.

    TODOS os blogs tinham o nome "não sei do que literário", parece que esse foi o critério de escolha, e não as resenhas sabe?
    Porque eu li algumas e...nossa, eram horríveis.

    Eu mesma já tive que resenhar para um autor brasileiro novato. A gente não tinha estipulado nenhum prazo e eu estava no começo da faculdade, não tinha muito tempo. E disse isso a ele.
    Demorei, mas fiz. E dei nota baixa porque a história era muito chata e sem ação.

    Sabe o que o autor fez? Simplesmente cagou para minha resenha só porque dei nota baixa. A única entre um monte de baba ovo, que só porque conhecia o autor, tiveram que dar nota máxima.

    Se é assim que o mundo das parcerias é, eu prefiro ficar bem longe. E continuar fazendo minhas resenhas, e não só elas.
    Beijos

    http://pergaminhosnamesa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andressa, tudo bem?
      Vc viu que o texto é antigo, né? De 2012! Mas, ainda assim, essa relação blog literários - editora -- autor, é meio estranha. rs!

      O importante é vc achar o seu lugar na web, sem perder sua identidade para agradar os outros!! :)

      Excluir