14 de mai de 2012

Todo livro inútil para você, é útil para alguém

Eu contei aqui há um tempo que tenho o estranho hábito de catalogar todos os livros que entram e saem aqui de casa, além de separá-los por título, autor, gênero, editora etc. Recentemente, disponibilizei o modelo da minha planilha para download, para quem quiser se inspirar. 

Na última leva, tirei uma mala cheia com mais de 200 livros!!


Tchau livros!!
Mas eu tenho um outro estranho hábito também: o de doar livros. 
Todo ano, sem exceção, eu paro em frente às diversas estantes de livros aqui de casa e começo a separar aqueles (vários) títulos que não interessam a ninguém aqui. 

Sabe aqueles livros que ninguém lê, ou então, aqueles que já foram lidos e estão num canto esquecidos; ou ainda, aqueles que foram lidos, mas ninguém gostou?? Pois bem! São livros que só vão ficar em casa para fazer volume! Então, tome coragem e tire-os já da prateleira!


Todo livro inútil para você, é útil para alguém
Seria hipócrita da minha parte fingir que só faço doações de livros a instituições de caridade, escolas ou bibliotecas. Eu também vou muito mais perto do que isso: amigos, parentes, agregados e afins. Alguém próximo deseja ler o livro que não interessa mais a você. 

Acreditem: tem sempre alguém disposto a ler o que não faz mais sentido para você! 

Porque, como já disse num outro post, livro bom é aquele que é aquele que proporciona uma experiência ao leitor e que o transforma de alguma maneira. 

Todo livro inútil para você, é útil para alguém.




---
P.S.: Se vcs derem uma olhadinha na planilha, verão que, atualmente, possuo 1.580 livros catalogados. Ou seja: 4 a menos do que em janeiro de 2011, que citei no início deste post! Desapego é muito amor! 

P.S2.: Aproveite e participe da campanha DOE UM LIVRO
 


7 comentários :

  1. Maravilha! Eu não tinha visto seu post de jan/2011 pois ainda não acompanhava o blog. Vou adaptar sua planilha e fazer uma para mim. Eu faço um controle mais "arcaico", no caderninho manuscrito mesmo, rs, desde 2003, de todos os livros que li e reli (meus e emprestados). Mas alguns eu já doei e os que ainda não li, não entraram no controle então nunca sei exatamente quantos livros tenho, que também é uma curiosidade que sempre tive. Curioso ter na sua planilha uma coluna para localização - eu também (ainda) não tenho uma biblioteca, então tem aqueles na estante da sala, alguns no quarto, outros nas prateleiras no corredor... Valeu mesmo. ;-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Beth!!! Que bacana que o post animou e ajudou vc!!! Ter organização com os livros dá trabalho num primeiro momento, mas depois ajuda mto!!! :) boa sorte!!

      Excluir
  2. Também estou bem mais inspirado a organizar meus livros depois de ler teu artigo.

    Atualmente não tenho muitos como você, mas tê-los e vê-los organizado tanto na estante, quando numa "planilha", é algo belíssimo e bastante útil.

    Na última doação que fiz, foram mais de 300 livros para uma biblioteca de BH. Senti um impulso interno para tal atitude, e obedeci.

    Também sempre tive o hábito de ler alguns livros, guardá-los por um tempo, e depois, como gosto de falar, deixá-los seguir o Caminho natural.

    É verdade que alguns livros nos acompanham a vida toda. Mas a maioria, como você coloca bem aqui, só ocupam espaço e envelhecem nas bibliotecas pessoais.

    Conheço muitas pessoas que tem pilhas e pilhas de livros, muitos deles encaixotados, que de tão em velho e em desuso, as páginas começam a quebrar.

    Já sugeri para algumas pessoas que fizessem doações dos livros "encalhados", mas até onde eu soube, nenhuma tomou qualquer atitude: os livros permanecem acorrentados e impedidos de "seguirem o caminho natural".

    Como é possível isso?

    Não considero apenas "apego" aos objetos e nem o prazer de vê-los nas estantes, uma vez que a pessoa "sabe" que não vai lê-lo de novo. Considero isso um tremendo sinal de "gonorância", como diz uma pessoa folclórica da cidade onde moro (Araras, SP).

    Obrigado pelo Post.

    Sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gilmar!!
      Bacana que vc tb faz uma limpa nos livros!
      Eu gosto mto de ter minha biblioteca pessoal, ver a casa cheia de livros. mas tê-los só por tê-los... bom, não dá né? Pelo menos pra mim! Primeiro pq é mto livro pra pouco espaço. E depois, pq não sair distribuindo leitura, né?

      Vamos levar a ideia adiante!! :)

      Excluir
  3. Oi Talita. Cheguei ao seu blog por meios tortuosos, que até já me esqueci. Sabe que estava tentando catalogar minha pequena quantidade de livros numa planilha tosca e mal feita (são meus parcos conhecimentos em excel...). Ainda bem que são poucos, pois abandonarei meu improviso agradecendo a gentileza por disponibilizar sua planilha do excel. Obrigado. rs
    Henrique Corrêa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Henrique!
      Excel não é meu forte tb!
      mas pedi uma ajudinha aos amigos da área financeira e tive mto sucesso! rs!
      Espero que vc consiga se acertar!!

      Beijos

      Excluir
  4. Também costumo doar, normalmente pra biblioteca do bairro, porque meus amigos não lêem muito. Há algum tempo, doei uma coleção de clássicos, que meus pais guardaram durante duas décadas e estavam nos causando alergia. Na biblioteca, eles serão mais bem cuidados. Agora estou separando alguns que ganhei e não gostei a ponto de guardar. Por mais que eu queira ter todos os livros do mundo no meu quarto, sei que não dá, então que sejam úteis pra outras pessoas :)

    ResponderExcluir