6 de out de 2014

Book sharing: o intercâmbio internacional de leitura

Estou passando uma temporada em Roma, na Itália (para quem quiser acompanhar, é só clicar aqui) e me comprometi, comigo mesma, a olhar tudo sob todas as perspectivas possíveis.

Vim estudar italiano por três meses e, seguindo minha lógica, tirei uma tarde para explorar o que a escola Dilit, onde faço o curso, oferece.

Depois de almoçar (e que delícia de macarrão!), encontrei umas estantes de livros. A placa era clara:
"Troca de Livros! Pegue um, deixe outro."



Então, comecei a observar os títulos ali presentes e entendi que, embora a maioria fosse em inglês, havia livros dos mais diversos idiomas (incluindo português), de autores traduzidos ou não (por exemplo, havia um livro de Paulo Coelho em alemão).

Achei isso interessantíssimo!

Porque a Dilit é uma escola de idiomas para estudantes do mundo inteiro, então, essa é mais uma oportunidade de se trocar informações e cultura entre os diversos países que por aqui passam.

Achei genial, mas reparei que é um espaço pouco usado. Talvez, hoje em dia, ninguém mais leia livros em papel por aqui. Ou talvez quase nenhuma estudante esteja interessado em ler livros de outros idiomas vivendo em uma cidade com tantas atrações como Roma.

O único livro físico que trouxe, é 'Fique onde está e então corra', do meu querido John Boyne, que ganhei de presente e, por esses motivos, não vou deixá-lo por aqui.

Mas se alguém vier me visitar, por favor, traga algum livro tipicamente brasileiro para eu deixar na estante de troca de livros da minha escola de italiano, por favor!



Nenhum comentário :

Postar um comentário