12 de mar de 2009

Eu queria uma biblioteca em casa!!

Hoje, 12 de março, é Dia do Bibliotecário*. Talvez para muitos essa data não signifique muita coisa ou muitas pessoas a considerem apenas mais uma data comemorativa como tantas outras. E pode ate ser. Mas talvez seja uma boa oportunidade para refletir sobre o papel fundamental em nossas vidas, não só deste profissional, como o das bibliotecas propriamente ditas. E só para começar, é bom lembrar que o incrível advento tecnológico da internet é bem recente (o World Wide Web, vulgo WWW, completa duas décadas neste mês) e, portanto, as bibliotecas eram não só as principais, como, me arrisco a dizer, as únicas fontes de pesquisas. Todos os meus professores da PUC-SP me diziam que a sala de aula não cria um intelectual. Que os professores universitários não fazem os alunos. Que os grandes pensadores e os melhores profissionais, independentemente da área de atuação, formam-se dentro das bibliotecas. Hoje, depois de formada e de ter “perdido” tanto tempo na sala de aula, vejo que eles tem razão. Se as salas de aula abrem portas e dão espaço para os debates, é dentro das bibliotecas que se ganha o embasamento mínimo e necessário para participar dos mesmos. Mas o habito de freqüentar uma biblioteca não nasce da noite para o dia. É de extrema e fundamental importância ser educado, desde pequeno, a freqüentar este espaço onde é possível encontrar muito mais do que livros. Atualmente, as bibliotecas oferecem teses, monografias, estudos, filmes (DVDs e VHs – sim, ainda existem!) alem de, é claro, todos os tipos de livros. E todos significam TODOS. Com a modernização dos sistemas de catalogação, é possível acessar e consultar os acervos antes mesmo de sair de casa, podendo assim focar sua pesquisa e ganhar tempo, alem de não perder a viagem caso não consiga encontrar o que esta procurando. Aprender a achar aquilo que deseja também é uma façanha. Eu mesma assumo que demorei um pouco para achar o “Manifesto Comunista”, de Marx e Engels: localização = 320.532094 M392mb (?????!!) Pois bem! É ai que entra o papel fundamental do bibliotecário, profissional que cuida não só de auxiliar os leigos, como eu ai acima, mas de todo bem estar do ambiente. A organização dos livros (vocês puderem perceber que não é fácil organizar isso), o controle de entradas e saídas, a cobrança daqueles que insistem em achar que alugar significa levar embora para sempre, entre muitas outras tarefas, que nos parecem entediantes, mas que garantem a qualidade de tudo que precisamos dentro de uma biblioteca. Se você nunca visitou uma biblioteca, eu sugiro que o faça, pois nada, absolutamente nada, supre a magia de percorrer aqueles corredores geralmente estreitos e cumpridos. E quer saber? Eu queria mesmo ter uma biblioteca em casa! ** O Dia do Bibliotecário foi instituído em homenagem a Manuel Bastos Tigre, considerado o primeiro bibliotecário por concurso no Brasil. (Fonte: PublishNews - http://www.publishnews.com.br/noticias/news_int.asp?id_noticia=26821)

Nenhum comentário :

Postar um comentário