1 de mar de 2011

[Novidade no ar] CADASTRO NACIONAL DE LIVROS

 No dia 24/02/2011 eu recebi um comunicado da CBL informando da implantação do CADASTRO NACIONAL DE LIVROS.
Um acordo assinado entra a Câmara  Brasileira do Livro e a Federación de Gremios de Editores de España (FGEE, com objetivo de centralizar todas as informações das obras produzidas e comercializadas no Brasil, agilizando assim o processo de busca e compra (inclusive pelo Governo). 

Eu não sei exatamente como essa iniciativa se diferencia de um casatro de ISBN, por exemplo. Teremos de esperar para ver se ela realmente será efetiva como prometem e, acima de tudo, se valorizará MESMO as obras de autoria nacional e as pequenas editoras. 
É muito cedo para formar uma opinião e iremos acompanhar o processo para ver no que vai dar. Estamos na expectativa!

Segue abaixo a notícia na íntegra (via CBL).

cadastronl.jpgA Câmara  Brasileira do Livro e a Federación de Gremios de Editores de España (FGEE) assinaram um acordo para permitir o desenvolvimento do projeto de criação do Cadastro Nacional de Livros no Brasil. A FGEE foi representada no encontro por seu Diretor Executivo Antonio Maria Ávila. Galeno Amorim, Presidente da Fundação Biblioteca Nacional (FBN) também assinou o acordo pela entidade e o projeto recebeu ainda a chancela da Associação Nacional de Livrarias (ANL).
O Cadastro Nacional de Livros, no Brasil, terá como referência a plataforma espanhola Dilve (Distribuidor de Información del Libro Español en Venta).

Objetivos e vantagens do Cadastro Nacional de Livros

 A iniciativa centralizará todas as informações das obras produzidas e comercializadas no Brasil, agilizando assim o processo de busca e compra (inclusive pelo Governo). Serão especialmente beneficiados editores de pequeno porte, que ganharão maior visibilidade e acesso aos seus catálogos. 

rosely
                e antonio avila.jpg Para as livrarias, a disponibilidade de informação segura e padronizada possibilitará a manutenção de cadastros atualizados, sem a necessidade de um sistema próprio e de alto custo. a Presidente da CBL, Rosely Boschini, afirmou, em discurso proferido no evento de assinatura do Convênio, que “a partir de abril as editoras e  terão acesso ao sistema para validar as informações”. 

Segundo Galeno Amorim, “a Biblioteca Nacional vai fornecer a base da matriz inicial para o Cadastro Nacional de Livros, CNL. “Depois de pronto este cadastro vai permitir ao governo e a todos enxergar a biodiversidade editorial brasileira e vai provar que a soma de esforços da parceria público-privada pode ser efetivamente produtiva”.









3 comentários :

  1. oi meu nome e karine e vi que vc disse em um blog que leu mulheres comida e Deus sera q vc pode me ajudar eu gostaria muito de ler esse livro mas não tenho dinheiro para comprar vc tem alguma dica para me ler esse livro sem compra -lo

    ResponderExcluir
  2. meu email é mikarla_li@hotmail.com para qualquer coisa

    ResponderExcluir
  3. Gostaria imensamente de incluir minhas publicações.

    ResponderExcluir