30 de mar de 2011

Revisor e diagramador: eles também fazem parte dessa história

Dia 28 de março é dia do REVISOR e do DIAGRAMADOR. Não postei antes, pela correria de sempre, mas gostaria aqui de compartilhar com vocês o quanto esses profissionais são essenciais no processo de produção de um livro. 

Não consigo imaginar como fazer um livro sem a revisão de textos. É engraçado que, antigamente, faziam-se livros sem computadores, sem impressões rápidas e sem muitas outras coisas. Mas NUNCA sem um revisor de textos. Esse personagem é o responsável por olhar nas entrelinhas, desvendar as imperfeições da língua portuguesa, ajeitar as acentuações gráficas (ahh esse novo acordo que nos deixa enlouquecidos!! rs!), além de identificar se há alguma incoerência no texto. Mas, acima de tudo, o revisor deve fazer uma leitura do texto com olhar crítico. Caneta vermelha a postos e mãos à obra! 



O diagramador é um outro cara que não dá pra viver sem. Ele dá a forma ao livro, determina o número e páginas, bate as emendas, insere as ilustras ou fotos, confere se falta algo no projeto de um livro, como a folha de rosto ou colofon, por exemplo. O diagramador é aquele que faz nosso sonho deixar de ser algo imaginário e passa a ser materializado: livro em mãos! 

Seja qual for o caso, o importante é ter claro em mente que todos os personagens que compõem a produção de um livro devem trabalhar em plena união e harmonia com as assistentes editoriais e com o editor. Tem que haver diálogo e interação constante!



Como minhas amigas assistentes sempre dizem, o erro em um livro nunca é culpa de uma pessoa só. E eu afirmo que o sucesso dele também não!

Nenhum comentário :

Postar um comentário