2 de ago de 2011

[Yale] Balanço final - Nothing twice

Se alguém me perguntar o que achei do Publishing Management Course na Yale University, acho que minha primeira reação será sorrir.



Apesar do ritmo ser intenso e o cansaço, inevitável, o esquema de imersão total num mundo de debates e argumentos sobre o passado, presente e futuro do mercado editorial, é realmente um método que realmente funciona.

Eu recomendo este curso a todos os interessados no mercado editorial, porque aprender com quem lidera o mercado e entende das coisas, é uma boa maneira de aprender.

Mas, acima de tudo, a experiência trocada com os alunos ali presentes, de diversos lugares do mundo, é o que mais ficou em mim. Saber como o Mundo Editorial funciona para cada um deles, em seus respectivos países, foi um aprendizado pra vida inteira.

E para finalizar a série de posts sobre esses dias inesquecíveis que vivi na última semana, escolhi um poema que nos foi apresentado por Michael Jacobs, CEO da Abrams Book, no jantar de boas vindas ao curso. Está em inglês, mas quem não entender, pode pdir uma ajudinha ao Google Translator. Vale a pena!

É um poema que diz que nada acontece duas vezes. Portanto, devemos aproveitar todos os instantes e cada oportunidade. Afinal, como o poema diz: o hoje sempre já terá ido embora amanhã.

E eu serei eternamente grata pela oportunidade! 

Nothing Twice (Nic Dwa Razy)


by Wislawa Szymborska (Translated by Stanislaw Baranczak and Clare Cavanag)


Nothing can ever happen twice.
In consequence, the sorry fact is
that we arrive here improvised
and leave without the chance to practice.

Even if there is no one dumber,
if you're the planet's biggest dunce,
you can't repeat the class in summer:
this course is only offered once.


No day copies yesterday,
no two nights will teach what bliss is
in precisely the same way,
with exactly the same kisses.

One day, perhaps, some idle tongue
mentions your name by accident:
I feel as if a rose were flung
into the room, all hue and scent.

The next day, though you're here with me,
I can't help looking at the clock:
A rose? A rose? What could that be?
Is it a flower or a rock?

Why do we treat the fleeting day
with so much needless fear and sorrow?
It's in its nature not to stay:
Today is always gone tomorrow.

With smiles and kisses, we prefer
to seek accord beneath our star,
although we're different (we concur)
just as two drops of water are.




---
P.S.: Se perdeu algum detalhe dos posts sobre o curso em Yale, é só conferir:

[Yale] Hi from Yale University

[Yale] The Yale Bookstore

(Fotos: AQUI)

[Yale] As bibliotecas de Yale

(Fotos: AQUI)

[Yale] E-book é SIM assunto de editor

[Yale] Publishing Management - O curso

 (Fotos: AQUI)

[Yale] O Brasil está na moda

[Yale] Martin Levin, uma lição de vida


2 comentários :

  1. Puxa, qu ótima experiência!! Deve estar mesmo sendo um sonho tudo isso né?
    Beijos, linda semana =*

    @morenalilica

    ResponderExcluir